Visto do Novak Djokovic cancelado novamente pela Austrália

O ministro australiano da imigração Alex Hawke utilizou finalmente o seu poder discricionário para cancelar o visto do tenista número um do mundo, Novak Djokovic, na sexta-feira 14 de Janeiro, julgando que o facto do jogador sérvio não ter sido vacinado contra o Covid-19 poderia constituir um risco para a comunidade.

Na segunda-feira, o Tribunal Federal de Melbourne decidiu a favor do sérvio, tornando o cancelamento do seu visto nulo e sem efeito, um golpe para o governo australiano. Este segundo cancelamento do seu visto significa que o tenista é proibido de entrar no país durante três anos, excepto em determinadas circunstâncias.

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

« Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia, e querem justamente que os resultados desses sacrifícios sejam protegidos », disse o Primeiro-Ministro Scott Morrison. A saga em torno do campeão de ténis tem fortes conotações políticas na Austrália, onde os residentes sofreram algumas das mais duras restrições mundiais anti-Covid-19 durante quase dois anos e onde as eleições estão previstas para Maio.

Novak Djokovic, que pretendia um título recorde de 21º Grand Slam no Aberto da Austrália (17-30 de Janeiro), deverá apelar. Se não o fizer, ou se não ganhar, será imediatamente expulso da Austrália.

leave a reply